top of page

How surf has entered in my life

Sorry, but the English version of this article is not available yet. Please use the translation option of your browser to see this content in English.

Surfista e prancha na praia Cabana do Pescador
Surfista e sua prancha na Praia Cabana do Pescador

Menino do Rio, calor que provoca arrepio Dragão tatuado no braço Calção corpo aberto no espaço Coração de eterno flerte, adoro ver-te Menino vadio, tensão flutuante do rio Eu canto pra Deus proteger-te...”


A canção de Caetano Veloso inspirou uma geração inteira de surfistas e amantes do mar. Eu, como carioca, deveria ser apaixonada por uma boa praia. Mas a verdade é que morei muitos anos no clima árido de Brasília e em cidades sem praia. Gosto do mar, gosto das ondas, gosto de ver as pessoas se entregarem a este gigante que as engolem, as fazem pular suas ondas, mergulhar e surfar.


Foi aqui em Portugal que resgatei esta paixão. Primeiro pelos filhos, afinal, qualquer criança gosta de uma praia. Até que um dia, resolvemos fazer uma aula de surf. Foi a família toda! Que difícil, mas que delícia! Viciante mesmo! Não demorou muito para os filhos se interessarem e pedirem aulas. A prática do surf virou paixão pela praia, pelo mar e eu rapidamente peguei minha câmera e fui fotografar.


Surfista em onda gigante em Nazaré
Surf em Nazaré, Portugal

A costa portuguesa é riquíssima em praias e o surf um dos desportes mais praticados pelos Portugueses. A praia do Norte em Nazaré com suas ondas gigantes atraem surfistas do mundo inteiro. É um espetáculo a parte! Para meus filhos é uma prática que eles ainda estão aprendendo a controlar, para mim é uma grande oportunidade para olhar.


Praia Cabana do Pescador



0 comments

Comments


bottom of page